top of page
Senhora X, Senhorita Y
Senhora X, Senhorita Y

Senhora X, Senhorita Y

Senhora X, Senhorita Y volta aos palcos em temporada pelo Circuito Municipal de Cultura. Ingressos gratuitos, disponíveis 1h antes de cada sessão na bilheteria dos teatros.

Horário e local

16 de jul. de 2022, 21:00

Teatro Arthur Azevedo , Av. Paes de Barros, 955 - Alto da Mooca, São Paulo - SP, 03115-020, Brasil

Sobre o evento

Temporada presencial do espetáculo Senhora X, Senhorita Y pelo Circuito Municipal de Cultura: 

  • 16/07 – 21h | 17/07 – 19h no Teatro Arthur Azevedo
  • 23/07 – 21h | 24/07 – 19h no Teatro Paulo Eiró
  • 30/07 – 21h | 31/07 – 19h no Teatro Alfredo Mesquita

Sinopse:

Sob o pretexto de representar o texto A mais forte, de August Strindberg, duas atrizes e uma performer sonora se lançam em um jogo pelo qual intercambiam diversos papéis, explorando com humor ácido as construções heteronormativas do feminino sugeridas pelo texto. Indo mais longe: elas desafiam o autor sueco pela exposição de um disparador imprevisto: o corpo lésbico reivindicando o protagonismo da cena. O que diria Strindberg disso tudo?

Ficha Técnica: Direção Geral e Dramaturgia: Silvana Garcia Elenco: Ana Paula Lopez, Sol Faganello e Camila Couto Stand-ins: Carla Zanini e Helena Miguel Texto: Silvana Garcia, Ana Paula Lopez e Sol Faganello Performance e Dramaturgia Sonora: Camila Couto Direção de Movimento: Ana Paula Lopez Direção de Arte: Sol Faganello Iluminação: Sarah Salgado Operação de Luz: Sarah Salgado e Givva Costureira: Silvana Carvalho Arte Gráfica: Sol Faganello e Camila Couto Mídias Sociais: Camila Couto Fotografia do Espetáculo: Maria Fanchin Produção e Realização: Damas Produções

Compartilhe esse evento

03. Cartaz Instagram 2_Circulação Senhora X, Senhorita Y.png

Circulação

Senhora X,
Senhorita Y

Sob o pretexto de representar o texto A mais forte, de August Strindberg, duas atrizes e uma performer sonora se lançam em um jogo pelo qual intercambiam diversos papéis, explorando com humor ácido as construções heteronormativas do feminino sugeridas pelo texto. Indo mais longe: elas desafiam o autor sueco pela exposição de um disparador imprevisto: o corpo lésbico reivindicando o protagonismo da cena. O que diria Strindberg disso tudo?

Ingressos gratuitos, disponíveis 1h antes do espetáculo na bilheteria do teatro. 

Se preferir, você pode fazer uma pré-reserva de ingressos, pelo botão abaixo:

bottom of page